Correta manutenção de máquinas agrícolas garante segurança e redução de custos

Cerveja artesanal feita a base de arroz chega ao mercado 
2 de junho de 2017
Homenagens na Semana Arrozeira marcam noite de emoções
2 de junho de 2017
Exibir tudo

Dicas para cuidados com tratores e colheitadeiras fizeram parte da programação rural da Semana Arrozeira de Alegrete no Polo Educacional do Durasnal

As práticas da manutenção agrícola foram apresentadas durante palestra nesta quinta-feira, 1º de junho, no CTG Oswaldo Aranha, envolvendo a comunidade do Polo Educacional do Durasnal, em Alegrete (RS). O evento fez parte da programação rural da Semana Arrozeira, promovida pela Associação dos Arrozeiros do município. O tema “Mecanização Agrícola: Correta Manutenção de Máquinas Agrícolas, foi apresentado por Maurício Jurgina, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).
Conforme Jurgina, os treinamentos duram 40 horas e o objetivo da palestra foi passar alguns tópicos importantes para prevenir problemas na hora da colheita. Comparou a necessidade de cuidar de um trator ou uma colheitadeira com a vacinação do gado, que uma vez doente, fica difícil recuperá-lo. “Se um parafuso da máquina cai e é amarrado com arame, a situação vai piorando e depois de colocar lixo no trator ele não funcionará mais. Depois do dano feito a reversão é a medida mais cara, pois depois que quebra o valor triplica”, alertou.
Jurgina citou alguns pontos que devem ser levados em consideração, como a verificação diária de lubrificação, óleo e abastecimento e a manutenção preventiva que deve ser feita logo após a colheita. “Alguns cuidados básicos são muito importantes. Por exemplo, a máquina só deve ser lavada se a manutenção for feita, caso contrário, as peças ficam úmidas e enferrujam”, explicou.
O capricho também foi lembrado por Jurgina em relação aos cuidados com o trator. Além disso, o técnico destacou atenção para o uso de galão de herbicida como tanque de combustível, que, segundo ele, é um dos maiores causadores de danos no sistema de injeção de tratores. Também ressaltou processos de segurança como, por exemplo, a forma de subir e descer corretamente de uma máquina agrícola, que deve sempre ser feita de frente para o trator ou colheitadeira. “Outro fator importante é o ar condicionado, o operador ao ligá-lo deve deixar janelas e portas do trator abertas antes de entrar. O objetivo é evitar respirar o gás que fica na cabine devido ao plástico e outros itens que tem no seu interior, assim como prevenir um choque térmico provocando a quebra do para-brisa”, alertou.
Jurgina fez ainda um comparativo entre a manutenção preventiva e a corretiva, salientando que a prevenção é sempre mais barata. Disse que é complicado fazer a correção na hora em que é preciso, isto porque muitas vezes não surte efeito se a preventiva não foi realizada. Finalizou a sua palestra ressaltando que antes de fazer um trabalho é necessário estudar maneiras de ser mais produtivo.
Mais informações sobre a Semana Arrozeira podem ser obtidas pelo site www.semanaarrozeira.com.br.
Foto: Flávio Burin/Divulgação
Texto: Rejane Costa/AgroEffective